Mundo

Macron enaltece relação com os EUA e lembra que são "irmãos de armas"

Macron enaltece relação com os EUA e lembra que são "irmãos de armas"
Andrew Harnik

Joe Biden destaca o papel da NATO e dos países aliados para “travar a ambição” de Putin e repor a paz na Europa.

O Presidente francês Emmanuel Macron está em Washington, nos Estados Unidos, a realizar a primeira visita de Estado do mandato de Joe Biden. Esta quinta-feira, foi recebido pelo Presidente Biden na Casa Branca. Biden sublinha que é necessário travar a ambição desmedida de Vladimir Putin, Macron afirma que França e os Estados Unidos são “irmãos de armas”.

No mesmo sentido, Emmanuel Macron sublinhou a unidade entre os dois países na luta para travar a guerra na Ucrânia e os outros desafios que os países enfrentam.

“Esta história comum obriga-nos também, face ao regresso da guerra ao solo europeu, na sequência da agressão russa contra a Ucrânia e face às várias crises que afetam as nossas nações e as nossas sociedades, a aprendermos a ser de novo irmãos de armas”, disse Macron depois da visita à Casa Branca.

Loading...

O Presidente francês destacou ainda que as ambas as democracias “são abaladas pelas mesmas dúvidas” sobre a capacidade de serem “suficientemente fortes e eficazes, face às exigências comuns, aos desafios climáticos, sanitários, geopolíticos e tecnológicos”.

“O nosso destino comum é respondermos a isto juntos, fiéis ao nosso historial, lúcidos sobre o nosso mundo e determinados a criar uma esperança”, acrescentou Macron.

Também Joe Biden destacou a ligação dos dois países para “travar a ambição” de Putin e repor a paz na Europa.

“Como aliados na NATO, juntamente com a União Europeia e o G7, e com parceiros à volta do mundo, a França e os Estados Unidos estão a travar a ambição desmedida de conquista do Presidente Putin e a violenta guerra da Rússia contra a Ucrânia, que, uma vez mais, destruiu a paz no continente europeu”, disse Biden.

Loading...

O Presidente norte-americano destacou ainda que a França e os EUA estão “a defender os valores democráticos e os direitos humanos universais”.

"A nossa força manifesta-se como um compromisso partilhado de liberdade e justiça para todos. Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, reforçou, enaltecendo os valores da Revolução Francesa.

A visita de Emmanuel Macron aos EUA tem a duração de três dias. No primeiro, o Presidente francês jantou com o homólogo norte-americano. Visitou também a NASA, acompanhado pela vice-Presidente Kamala Harris.

A comitiva de Macron aos Estados Unidos conta com cerca de 50 pessoas, incluindo ministros e empresários franceses e a diretora do Museu do Louvre.

Últimas Notícias
Mais Vistos