Mundo

Kremlin diz que continuará a fortalecer laços com China, Índia, Irão e Turquia

Kremlin diz que continuará a fortalecer laços com China, Índia, Irão e Turquia
Anadolu Agency

Yuri Ushakov acrescentou que os laços também se estão a intensificar com "países do Médio Oriente e todo o mundo muçulmano em geral".

A Rússia continuará a fortalecer os seus laços com China, Índia, Irão, Turquia e outros países que "valorizam a sua soberania" e "rejeitam a russofobia", afirmou hoje um conselheiro do Kremlin.

"A realidade é que, na última década, além da interação tradicional com parceiros da Comunidade de Estados Independentes (CEI), a Rússia manteve relações fortes e amigáveis com a China, fortaleceu a cooperação com a Índia, Vietname, Indonésia e outros Estados do Sudeste Asiático", disse o conselheiro para Assuntos Internacionais do Kremlin, Yuri Ushakov.

No fórum de debates "Leituras de Primakov", Ushakov acrescentou que os laços também se estão a intensificar com "países do Médio Oriente, Irão, Turquia, o mundo árabe e todo o mundo muçulmano em geral".

Estas declarações são confirmadas pelo crescente intercâmbio comercial com os referidos Estados, acrescentou o conselheiro para Assuntos Internacionais do Kremlin, citado pela agência de notícias Interfax.

"Claro, nós continuaremos os nossos esforços para consolidar as tendências positivas emergentes na criação de uma ordem mundial baseada na multipolaridade", declarou.

A esse respeito, Ushakov disse que a Rússia planeia cooperar com os países que valorizam a sua soberania e optam pela interação em vez de um "confronto sem sentido".

Últimas Notícias