Mundo

Vírus da gripe aviária altamente patogénica deixa estados venezuelanos em alerta

Vírus da gripe aviária altamente patogénica deixa estados venezuelanos em alerta
Matias Delacroix

Documento do Governo explica que se aplica a medida de "quarentena" nos estados afetados.

As autoridades venezuelanas decretaram o alerta sanitário em cinco dos 24 estados da Venezuela onde foi detetada a presença do vírus da gripe aviária, do tipo A subtipo H5, altamente patogénica, em pelicanos silvestres.

"Declara-se o estado de alerta sanitária nos estados de Anzoátegui, Miranda, Nueva Esparta, La Guaira e Sucre, por um período de noventa dias, perante a presença da doença influenza aviária altamente patogénica em aves silvestres (pelicanos)", lê-se numa resolução conjunta dos ministérios de Agricultura Produtiva e Terras, e de Ciência e Tecnologia da Venezuela.

O documento explica que se aplica a medida de "quarentena" naqueles estados, dois dos quais, Miranda e La Guaira, ficam próximos da cidade capital do país, pelo que fica "proibida a mobilização de aves vivas e ovos férteis" e se "intensificará a vigilância epidemiológica em aves de quintal e comerciais".

A resolução ordena que sejam sacrificadas as aves que testem positivo, que tenham contatado o com nexo epidemiológico ou que gerem um alto risco sanitário para a transmissão viral.

Segundo a resolução, a população em geral tem a obrigação irrestrita de informar imediatamente o Instituto Nacional de Saúde Agrícola Integral e outros organismos do estado, perante a suspeita de presença de sinais da doença ou mortalidade de aves de qualquer espécie, por causas inusuais.

Por outro lado, as autoridades venezuelanas iniciaram atividades para sensibilizar os criadores de aves de quintal, população em geral, comerciantes, vendedores e caçadores sobre "os sintomas de doenças nas aves" e fortalecer as medidas de biossegurança.

Foi ainda ordenada a intensificação da monitorização da fauna silvestre, caracterização das rotas migratórias e lugares de concentração de aves, segundo as espécies, sazonalidade e outros parâmetros.

No estado venezuelano de Anzoátegui (310 quilómetros a leste de Caracas) está proibido realizar eventos de luta de galos, feiras e exposições com presença de aves e suínos, estando a mobilização de aves de capoeira sujeita verificação sanitária e autorização de parte das autoridades competentes.

Por outro lado, as autoridades venezuelanas iniciaram um censo geo-referenciado de aves de quintal e comerciais nas regiões costeiras dos estados de Zúlia, Falcón, Arágua, Carabobo, La Guaira, Miranda, Anzoátegui, Sucre e Nueva Esparta.

Também a monitorização de zonas costeiras, lagos, lagoas, rios e zona de alta densidade avícola.

Últimas Notícias
Mais Vistos