Mundo

Twitter está a leiloar objetos e móveis da sede da empresa nos EUA

O novo dono Elon Musk quer chamar a atenção para os excessos da antiga administração da rede social e sinalizar que o corte de custos é uma prioridade.

O Twitter está a leiloar objetos, móveis de escritório sofisticados e equipamentos profissionais de cozinha dos seus escritórios em São Francisco, no estado norte-americano da Califórnia, num processo de reorganização do novo dono, Elon Musk.

Com o leilão, Musk pretende chamar a atenção para os excessos da antiga administração da rede social e sinalizar que o corte de custos é uma prioridade.

Os objetos que tiveram as ofertas mais altas, além de um pássaro em néon, incluem uma estátua simples do pássaro do Twitter de mais de 30.000 dólares (27.794 euros) e uma escultura com o símbolo da arroba -- "@".

Por seu turno, equipamentos de cozinha profissionais custam dezenas de milhares de dólares.

Os utensílios de cozinha abrangem um desidratador comercial, uma fritadeira e uma máquina de café expresso semiautomático La Marzocco Strada, que tem um custo de marcado de 25.000 dólares (cerca de 23.166 euros) (a oferta máxima na manhã de hoje era de 12.000 dólares (11.111 euros)).

Mesmo depois de tudo somado, é improvável que o dinheiro conseguido com o leilão tenha impacto nas obrigações financeiras do Twitter.

Musk comprou o Twitter por 44 mil milhões de dólares (cerca de 40,7 mil milhões de euros) em outubro e a empresa está a receber cerca de mil milhões de dólares (926 milhões de euros) por ano em pagamentos de juros pelo acordo.

A maior fatia da riqueza de Musk está ligada às ações da Tesla, que perderam mais de 40% do seu valor desde que assumiu a liderança da rede social em outubro de 2022.

O empresário norte-americano vendeu quase 23 mil milhões de dólares (21 mil milhões de euros) em ações da empresa de veículos elétricos para financiar a compra desde abril, quando manifestou interesse no Twitter.

Musk até perdeu o primeiro lugar de pessoa mais rica do mundo, segundo a revista Forbes.

O Twitter, que não tem departamento de assessoria de imprensa, não respondeu a um pedido de comentário da Associated Press (AP).

O novo dono Twitter havia defendido as suas medidas extremas de corte de custos em dezembro passado.

"Esta empresa é como, basicamente, vocês estarem num avião que está a aterrar a grande velocidade com os motores em chamas e os controlos inoperacionais", disse Musk na ocasião.

Últimas Notícias
Mais Vistos