Mundo

Horas extra e excesso de trabalho prejudicam natalidade na Coreia do Sul

Loading...

Falta de tempo é o que impede milhares de casais coreanos de terem filhos. O Governo anunciou uma nova lei para limitar o número de horas extraordinárias.

Os sul-coreanos trabalham pelo menos 50 horas por semana, o que tem contribuído para a redução da taxa de natalidade no país. O Governo anunciou, por isso, uma nova lei para limitar o número de horas extraordinárias, a partir do próximo mês.

Em 2018, os sul-coreanos trabalhavam mais de 60 horas por semana. Com a diminuição da taxa de natalidade, o Governo reduziu o número de horas de trabalho normal para 50. Mas, mesmo assim, com horas extraordinárias, muitos chegam às 70 horas semanais.

Falta de tempo é o que impede milhares de casais coreanos de terem filhos.

Mais de 500 pessoas suicidam-se por ano na Coreia do Sul, devido à cultura de trabalho exaustivo. Os hábitos da população podem dificultar a execução da nova lei do Governo.

Últimas Notícias
Mais Vistos