Olhares pelo Mundo

Seca deixa a descoberto bomba da Segunda Guerra Mundial no rio Pó

Loading...

Vários vestígios têm sido encontrados no leito do maior rio de Itália, agora quase sem água. O achado mais recente obrigou a uma complexa operação para que a bomba fosse detonada em segurança. Veja o vídeo.

As altas temperaturas e a falta de chuva agravaram a seca e fizeram baixar o nível do rio Pó para mínimos históricos. Há zonas completamente secas. A Itália declarou o estado de emergência em julho para as áreas ao redor do Pó.

O rio Pó estende-se por um percurso de mais de 650 quilómetros, corre de oeste para leste, atravessando o norte de Itália e desagua no Adriático. No nível mais baixo dos últimos 70 anos, está praticamente sem água.

No leito onde corria o maior rio de Itália descobrem-se vário vestígios. O mais recente foi uma bomba da Segunda Guerra Mundial anteriormente submersa que foi encontrado por um pescador a 25 de julho, próximo da vila de Borgo Virgilio, perto da cidade de Mântua.

A descoberta da bomba, com cerca de 450 quilos, obrigou a uma operação complexa. Cerca de 3.000 pessoas que vivem nas proximidades foram retirada. O espaço aéreo da zona foi fechado, assim como uma linha férrea e uma estrada estadual nas proximidades

O dispositivo fabricado nos EUA foi depois transferido para uma pedreira a cerca de 45 quilómetros. Depois de reunidas as condições de segurança, especialistas detonaram a bomba que ainda continha 240 quilos de explosivos.

A seca afeta várias regiões da Europa, mas a do vale do Pó será das mais atingidas. As cidades desta zona estão a racionar água e a fornecê-la em camiões. Os habitantes receiam que a água potável possa vir a faltar.

Últimas Notícias
Mais Vistos