Olhares pelo Mundo

Destroços do vaivém Challenger encontrados no Triângulo das Bermudas

Foguetão explodiu logo após o lançamento em 1986, matando os sete astronautas a bordo.

Uma equipa de mergulhadores do Canal História que estava a realizar um documentário na costa da Florida encontrou destroços do vaivém Challenger, que explodiu logo após o lançamento em 1986. Todas as pessoas a bordo morreram.

Loading...

A NASA já confirmou que os destroços são uma secção de 6 metros do space shuttle Challenger.

Os mergulhadores exploravam o fundo do mar na Florida para um documentário sobre o Triângulo das Bermudas, uma faixa do Oceano Atlântico envolta no mito do desaparecimento sobrenatural de aviões e navios.

Esta foi a primeira vez em 25 anos que um pedaço do Challenger foi localizado.

O administrador da NASA disse que estão a tentar decidir se devem recuperar os destroços e "que ações adicionais podem ser tomadas em relação ao artefacto que honrará adequadamente o legado dos astronautas caídos do Challenger e das famílias que os amavam".

O Challenger explodiu numa bola de fogo 73 segundos após descolar do Centro Espacial Kennedy em 28 de janeiro de 1986. Todos os sete elementos da tripulação morreram, incluindo a professora Christa McAuliffe.

Investigações posteriores concluíram que as temperaturas excecionalmente frias afetaram a integridade dos anéis que vedavam as juntas de um tanque de combustível externo.

Foi o pior desastres da história do programa espacial dos EUA.

A tripulação do vaivém Challenger (da esquerda para a direita em cima): Michael J. Smith, Christa McAuliffe, Gregory B. Jarvis, Judith A. Resnik (da esquerda para a direita em baixo), Francis R. “Dick” Scobee, Ronald E. McNair; Ellison S. Onizuka.
Últimas Notícias
Mais Vistos