Opinião

"Qualquer dia não há ninguém no seu perfeito juízo que queira governar este País"

"Qualquer dia não há ninguém no seu perfeito juízo que queira governar este País"

Miguel Sousa Tavares diz que cabe às autarquias verificar a isenção de IMI e não ao Ministério das Finanças. "Estamos perante uma polémica que não tem razão de ser", diz, referindo-se ao "caso" Mário centeno. Além disso, considera que é ridículo pensar que um ministro se vende por dois bilhetes para ir ao futebol. O comentador da SIC diz ainda que qualquer dia ninguém quer governar Portugal.

  • “Entregues à Sorte” – Primeiro episódio
    30:41