Opinião

Declaração de Fernando Medina foi "precipitada e infeliz"

Pedro Cruz analisa as críticas de Fernando Medina à atuação das autoridades de Saúde.

Numa análise às declarações polémica proferidas esta terça-feira pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, que é também Presidente da área metropolitana de Lisboa, Pedro Cruz lembrou que o Fernando Medina que veio criticar as autoridades de saúde foi o mesmo que foi "apanhado" na fotografia "ao lado de grandes figuras da nação" aquando do anúncio dos jogos das Champions que se vão realizar em Lisboa.

Para o sub-diretor de informação da SIC, há "muitíssima" responsbailidade dos autarcas no combate a novos surtos, indicando que as freguesias mais afetadas coincidem com as bolsas de pobreza que as câmaras conhecem.

As críticas de Fernando Medina

Fernando Medina afirmou hoje que o aumento do número de infetados por covid-19 na região se deve a "más chefias" e à falta de profissionais no terreno, exigindo respostas rápidas.

O autarca disse que o aumento dos novos casos de infeção se deve a "maus chefes e pouco exército" e exige mudanças rápidas para resolver os erros que foram cometidos.

PSD pede demissão de Medina

O PSD na Assembleia Municipal de Lisboa defendeu esta terça-feira que o presidente da autarquia, Fernando Medina, deve ser consequente com a sua afirmação de que o aumento de casos de covid-19 se deve a "más chefias" e demitir-se.

Hoje, numa nota enviada às redações, o líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal, Luís Newton, afirma que "Medina pede demissão de Medina", notando que os sociais-democratas concordam.

"Fernando Medina culpa as chefias da região de Lisboa pela situação atual da gestão pandémica e com razão. Não podemos esquecer que foi ele que demorou semanas a aceitar a desinfeção de espaços públicos, não quis testar os próprios funcionários [e] não preparou a Carris para o período de distanciamento social", lê-se no comunicado.