Opinião

Leão mostra as suas garras!

José Manuel Freitas

José Manuel Freitas

Comentador SIC Notícias

Às terças e sextas o futebol marca presença maioritária no Match Point, mas o Desporto em geral terá sempre aqui o seu espaço. Na escrita de José Manuel Freitas.

Quem diria que passadas as primeiras seis jornadas da Liga de futebol portuguesa, há uma liderança com o seu toque de surpreendente. Sim, na verdade não vale a pena estar-se a afirmar que já se esperava, porque nunca passou pela cabeça de ninguém que essa suprema satisfação vestisse as cores do Sporting, tanto mais que a esmagadora maioria dos analistas, por força de investimentos e qualidade individual dos protagonistas, sempre apontou Benfica e FC Porto (ou vice versa) como mais fortes candidatos a dominar a competição de fio a pavio.

Porém, não sendo o futebol como a matemática, também podem acontecer coisas como aquela a que se assiste desde a noite de ontem, depois de o Benfica (até então líder incontestado) ter caído com enorme estrondo no Bessa – estrondo porque o Boavista foi muito melhor, venceu por 3-0 e os encarnados tiveram um desempenho em sentido contrário ao que mostraram, por exemplo, a meio da última semana frente ao Standard Liège. E falando de desaires, também há aqui espaço para nos referirmos ao que se passou em Paços de Ferreira com o campeão em título. Tal como no Bessa, os pacenses foram superiores durante os 90 minutos e não fora uma arbitragem desastrada os números finais podiam ter sido bem diferentes.

E daqui para a frente como será? Benfica e FC Porto, mais até os encarnados, continuam a ser os principais candidatos à conquista do principal título luso, mas já se percebeu que o Sporting, assim como quem não quer a coisa, também pode sonhar com um final feliz. É que tendo em conta que se apuram três emblemas para a Champions 2021/22, se o leão continuar a mostrar as suas garras até à reabertura de mercado e tiver verba disponível para reajustar o grupo de jogadores, pode muito bem acontecer que tenha um final de época com que desde há muito sonha. E isso não implica que seja campeão… até porque ainda faltam, só, 28 jornadas!

MAIS UMA JORNADA EUROPEIA

Cumprida mais uma ronda da Liga, segue-se mais uma das competições europeias, que se inicia logo à noite, com o FC Porto a receber a visita do Marselha, liderado por André Villas-Boas, que assim mata saudades do seu clube do coração, para na próxima quinta-feira Benfica e Sp. Braga medirem forças com dois clubes britânicos e principais rivais ao apuramento. Na Luz, estarão os escoceses do Rangers, treinados por Steven Gerrard, formação que caminha a passos largos para vencer o campeonato, enquanto os minhotos se deslocam ao terreno dos ingleses do Leicester, onde alinha o português Ricardo Pereira, Leicester atual segundo classificado da Premier League e que tem em Vardy a sua principal figura.

REGRESSA A LIGA DAS NAÇÕES

Esta quinta-feira, porque o futebol não para – a pandemia roubou muitos dias de descanso aos futebolistas e muitos deles deverão chegar ao Europeu do ano em que vem desgastados como nunca… -, Fernando Santos dá a conhecer os futebolistas em quem aposta para garantir a presença na “final four” da Liga das Nações. Portugal joga a 11 e a 14, na Luz, com Andorra (de preparação) e com a França – vencendo garante a presença entre os quatro melhores -, para a 17 encerrar a primeira fase na Croácia. Não se esperam grandes novidades, mas não será de excluir a possibilidade de João Mário estar de volta…

RONALDO, MOURINHO E JOSÉ MORAIS

Lá por fora são muitos os portugueses a conviver com o sucesso. José Morais, por exemplo, levou o Jeonbuk, da Coreia do Sul, ao bicampeonato; José Mourinho, agora que tem um Tottenham à sua medida, está em terceiro lugar na Premier League e olha, por direito e mérito, para a possibilidade de se intrometer na luta pelo título ou, no mínimo, chegar à Champions. Finalmente, CR7 regressou ao mundo que adora, depois de ter estado de baixa com Covid19. E quem também ganhou com isso foi a Juventus, que venceu no recinto do Spezia (4-1) com dois golos do monstro português. Ronaldo que tem cinco golos nos três jogos que disputou na Série A pela Juve e soma no ano atípico de 2020… 32 golos. É, realmente, aos 35 anos, de outra galáxia.

► A PÁGINA DO MATCH POINT