Opinião

Quer mesmo segurança na Internet? É grátis

Há muitos meses, uma colega desabafava comigo as suas preocupações sobre segurança online. A certa altura, tendo já ouvido essa conversa algumas vezes de várias pessoas, saiu-me esta: "Sabes qual é o problema? Tens Gmail, certo? Eu sei a tua password".

Quer dormir descansado? Não compre um cão. Tire um curso! (Lourenço Medeiros)

Quer dormir descansado? Não compre um cão. Tire um curso! (Lourenço Medeiros)

Há muitos meses, uma colega desabafava comigo as suas preocupações sobre segurança online. Os riscos que os outros corriam, a forma como não se tem cuidado, os perigos reais ou inventados. A certa altura, tendo já ouvido essa conversa algumas vezes de várias pessoas, saiu-me esta:

- Sabes qual é o problema? Tens Gmail, certo? Eu sei a tua password.

- Nãooo! Sabes como?

- Porque é simplesmente uma variação do teu aniversário!

Ficou ali muito espantada com as minhas falsas capacidades de hacker e ainda estava a pensar se devia, e como faria, para se mostrar ofendida por eu ter pesquisado a password dela quando lhe interrompi o pensamento para confessar.

- Estou apenas a adivinhar e pelos vistos tinha razão. Mas não era difícil, estás apenas a fazer o mesmo que a maioria das pessoas. E aposto que usas a mesma password em vários sítios.

Claro que sim. Todos nos mostramos muito receosos, muito preocupados com a exposição das nossas contas ou da nossa vida pessoal e não fazemos nada no sentido de nos protegermos. E não é por falta de aviso.

O que fiz foi o nível mais básico de engenharia social, uma das técnicas mais usadas por invasores digitais a sério. Eu até considero que muitas das notícias que ouvimos sobre o assunto são demasiado sensacionalistas, servem para nos assustar. Mas nem assim temos medo e não fazemos nada.

Não é de espantar também que continuamos a falar ao telefone no automóvel e a atravessar passadeiras sem termos a certeza de termos sido vistos a tempo pelo motorista que lá vem, com duas toneladas de carro.

Pelo menos somos obrigados a tirar a carta e aí sempre aprendemos alguma coisa.

Já para navegar na Internet ninguém é obrigado a nada. Nem vou defender que seja. Mas se de facto queremos dormir mais descansados e sobretudo minimizar os riscos, podemos fazê-lo de forma absolutamente gratuita. Até nos dão um certificado para mostrar que pelo menos nos preocupamos em aprender e que pode ficar bem no Linkedin, quando um potencial empregador for ver o que andamos a fazer na vida.

O conhecimento é a melhor defesa (Nahel Abdul Hadi on Unsplash)

O conhecimento é a melhor defesa (Nahel Abdul Hadi on Unsplash)

Estou a falar do curso “Cidadão ciberseguro”, do Centro Nacional de Cibersegurança. É um de muitas dezenas de cursos gratuitos na plataforma do projeto Nau, geridos pela Unidade FCCN da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. A julgar pelos dados que têm online, 24 entidades apoiam estes cursos, que vão da segurança online à saúde ao ensino à distância, destinado a professores ou a vários sobre RGPD.

Dizem ter mais de 120 mil inscritos, 220 mil matrículas e ter passado 99 mil certificados. Eu diria que é muito bom. Tudo indica que a maioria dos inscritos terá tentado mais do que um curso e a taxa de sucesso parece-me muito boa, tendo em conta que muitos devem desistir por falta de tempo ou por concluírem que não é para eles.

Eu até agora só fiz o curso de Cibersegurança básica, só posso falar pelo que vi . Fiz o curso em muito menos tempo do que as três horas previstas e mal de mim se não tivesse tido a pontuação máxima. É fácil e é útil. Vai até onde pode ir. Fazemos no nosso tempo, ao nosso ritmo, sem pressão.

Como consumidor, ao acabar o curso, claro que gostava que me sugerissem uma VPN para usar, ou um gestor de passwords, mas isso passaria por sugerir produtos comerciais e não lhes ficava bem. Mas qualquer um que siga o curso fica sem dúvida a perceber para que lhe serve uma VPN ou um gestor de passwords.

Podiam sempre ir mais longe, mas corriam o risco de afastar alunos ao criar algo complexo. De resto, o que é que lamento nestes cursos? Não serem mais divulgados. Isto passa mesmo por publicidade sistemática e sai caro, eu sei. Mas faz parte, tenho a certeza que muitos portugueses desconhecem essa possibilidade.

Agora vou lá fazer o curso de Consumidor Ciberseguro. Todos estamos sempre a aprender, se quisermos.

Pode ver a lista completa dos cursos em Cursos - NAU - Sempre a Aprender

Apenas os primeiros de uma longa lista

Apenas os primeiros de uma longa lista

Lourenço Medeiros

  • Investir agora na infância para poupar no futuro

    Desafios da Mente

    Assegurar o desenvolvimento saudável de todas as crianças é essencial para as sociedades que procuram alcançar o seu pleno potencial sanitário, social e económico. A prevenção da adversidade precoce deve ser uma preocupação diária e não apenas assunto no mês de abril, mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. Os Governos, as famílias, as comunidades e as organizações devem ser envolvidas a fim de alcançar estes objetivos.