Análise

Conflito israelo-palestiniano: "É a situação mais grave e arriscada desde a guerra de 2014"

Germano Oliveira analisa últimas ações do exército israelita.

Germano Almeida, comentador da SIC, considera que a escalada do conflito israelo-palestiniano é a situação mais grave e arriscada desde, pelo menos, a guerra de 2014.

Numa análise aos últimos avanços do exército israelita, admitiu que há risco de haver uma nova guerra, uma vez que o primeiro-ministro de Israel já admitiu que Hamas irá pagar pelos ataques.

O comentador da SIC avança que o Governo israelita se reuniu no quartel general nas últimas horas e que o exército está preparado para atacar via aérea e terrestre.

A nível internacional começam a fazer-se movimentações em relação à escalada da violência. Joe Biden, Presidente norte-americano, já falou com o primeiro-ministro israelita, mas ainda não avançou qual será a posição dos Estados Unidos. Entretanto, foi enviada uma equipa de 120 especialistas dos EUA para Israel.

Também a ONU marcou um conselho de segurança extraordinário de urgência para discutir a situação. Pelo menos três rockets foram lançados a partir do Líbano, esta noite, com destino a território israelita.