País

Ex-inspetor-geral da ASAE António Nunes é eleito hoje presidente do OSCOT

O ex-inspetor-geral da ASAE António Nunes é o único candidato à presidência do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT), cujas eleições para os órgãos sociais se realizam hoje.

A eleição de António Nunes, que lidera a única lista para os corpos sociais do OSCOT, realiza-se em assembleia-geral, que vai decorrer ao final do dia, na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Fazem também parte da única lista o professor António Rebelo de Sousa, o constitucionalista Jorge Bacelar e a ex-secretária da Administração Interna Dalila Araújo.

O ex-inspetor-geral da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) sucede ao antigo ministro da Administração Interna Rui Pereira, que estava no cargo desde 2012, além de ter fundado o OSCOT, em 2003, e que disse à agência Lusa que apenas uma única lista, liderada por António Nunes, é candidata aos corpos sociais do observatório.

"Chegou a hora de dar lugar a outros", afirmou Rui Pereira, destacando o prestígio que este organismo tem na sociedade portuguesa.

António Nunes dirigiu a ASAE entre 2006 e 2013, tendo sido o seu primeiro inspetor-geral.

Fundado em 2003, por Rui Pereira, o Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo declara-se como "uma organização da sociedade civil, independente do Estado, que se preocupa com todos os aspetos que envolvem a segurança do cidadão e da sociedade em geral".

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia