País

Direção da Raríssimas investiga Paula Brito e Costa por "ilícito laboral"

Direção da Raríssimas investiga Paula Brito e Costa por "ilícito laboral"

A direcção da Raríssimas suspendeu Paula Brito e Costa por 30 dias e decidiu abrir um inquérito interno à antiga presidente. As medidas foram anunciadas ao final da tarde desta quarta-feira, no mesmo dia em que Paula Brito e Costa se apresentou para trabalhar na Casa dos Marcos, acompanhada pelo marido e por dois seguranças.

  • Aldeia de Roberto Leal recebe notícia da morte com consternação
    2:02