País

Bastonária dos Enfermeiros favorável a eutanásia "com regras"

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros.

INÁCIO ROSA/LUSA

A bastonária dos Enfermeiros assume que é favorável à eutanásia "com regras", mas a título pessoal e não refletindo a posição da Ordem.

"Eu tenho a minha posição pessoal. Eu sou favorável, mas com regras. Mas essa não reflete a posição da Ordem dos Enfermeiros. A posição da Ordem, e que é a que sempre defenderei, é a de, no caso de haver legislação e vir a ser implementada, todos terem o direito a estar protegidos, sejam a favor ou contra", afirmou Ana Rita Cavaco em entrevista à agência Lusa.

A bastonária assume que a sua preocupação é a de proteger e de defender os direitos dos profissionais "que eventualmente pratiquem eutanásia ou daqueles que sejam objetores de consciência".

Apesar de a nível pessoal ser favorável a uma eutanásia regulamentada e com regras, a representante dos enfermeiros lembra que fez "um juramento de proteção à vida" e considera que há no país "correntes muito liberais relativamente a essa questão".

"Por outro lado, sou objetora de consciência na questão da interrupção voluntária da gravidez. Porque nós somos as nossas experiências", argumenta.

Ana Rita Cavaco considera que, antes da questão da eutanásia, há que dar condições às pessoas para morrer com dignidade. Lamenta que em Portugal se morra "muito mal e sem dignidade", avisando que isso não é motivo nem razão para haver ou legalizar eutanásia.

"Temos de dar condições de fim de vida dignos", afirmou, anunciando que a Ordem criou uma especialidade em cuidados paliativos, que aguarda a homologação por parte do Ministério da Saúde.

Esta é uma das quatro novas especialidades criadas pela Ordem, que se junta às seis que já existiam e que não se modificaram em cerca de 20 anos.

Lusa

  • As imagens do mau tempo no Porto
    1:24
  • As imagens das inundações em Braga
    1:05