País

Rui Rio quer os nomes dos 50 maiores devedores à CGD

Rui Rio quer os nomes dos 50 maiores devedores à CGD

O PSD vai pedir "mais uma vez, formalmente à Assembleia da República, que sejam divulgados os nomes dos 50 maiores devedores da Caixa Geral de Depósitos". O anúncio foi feito por Rui Rio, na última noite em Castanheira de Pera, num jantar com os trabalhadores social democratas para assinalar o 01 de maio. O líder do PSD mostrou-se ainda disponível a viabilizar uma eventual alteração à lei e pede aumentos para a função pública que representariam uma fatia pequena do que já foi injetado no banco público, sem pôr em causa o equilíbrio orçamental.

O líder do PSD criticou o Governo por não aumentar os trabalhadores da função pública no valor da inflação, para que não tenham "mais um ano com perda do poder de compra". "Os funcionários públicos podem passar mais um ano sem aumentos, mas têm o direito de saber quem são os principais devedores da CGD, que ficaram a dever milhões e milhões de euros, que dava para dar muitos aumentos à função pública", disse Rui Rio.

  • Golpe do regime na Caixa Geral de Depósitos

    Opinião

    Estivemos todos a ver o filme ao contrário. A principal razão para a guerra dos últimos meses na Caixa Geral de Depósitos não se deve à recusa dos administradores em entregar as declarações de património. Deve-se à iminência de aplicação de uma nova política de gestão de risco de crédito. Demorei várias semanas a perceber isto, mas agora julgo que tudo ficou muito mais claro. Houve um golpe do regime caduco em que vivemos, que levou à saída de António Domingues e da maior parte dos membros da sua equipa profissional. Já nem Marcelo, nem Costa, nem Catarina, nem Jerónimo, nem Passos, nem Cristas, o queriam no lugar onde estava. Uns por umas razões, outros pelas razões contrárias, estavam unidos no mesmo objetivo – correr com ele.