País

Governo diz que nunca prometeu reconhecer todo o tempo das carreiras congeladas

Governo diz que nunca prometeu reconhecer todo o tempo das carreiras congeladas

Professores de todo o país protestaram esta sexta-feira, na escadaria da Assembleia da República, enquanto o ministro da Educação falava no Parlamento. Os docentes exigem a contabilização dos nove anos, quatro meses e dois dias em que a carreira esteve congelada, mas o Governo só quer reconhecer dois anos, nove meses e 18 dias. O Executivo diz mesmo que nunca prometeu reconhecer todo o tempo em que as carreiras estiveram congeladas.