País

PGR legitima greve dos enfermeiros mas tem dúvidas sobre a execução do protesto

O Ministério da Saúde recusa divulgar o parecer que o conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República fez sobre a greve dos enfermeiros. No entanto, esta sexta-feira, o gabinete da ministra enviou às redações um comunicado com dois parágrafos do documento.

Segundo o comunicado, a Procuradoria-Geral da República considerou legítima a convocatória da greve do enfermeiros, mas deixou algumas ressalvas sobre a execução da paralisação.

O documento diz que a greve pode ser ilegal se forem os enfermeiros, individualmente, a definir os dias, as horas e a duração do protesto.