País

Sindicatos dos enfermeiros admitem nova greve de três meses a partir de janeiro

Sindicatos dos enfermeiros admitem nova greve de três meses a partir de janeiro

Os sindicatos dos enfermeiros, que convocaram a greve às cirurgias, admitem uma nova paralisação de três meses a partir de Janeiro, se o Governo não avançar com a categoria de enfermeiro-especialista. Esta quarta-feira, decorreram negociações entre o Ministério da Saúde e as estruturas sindicais, mas estas duas associações não participaram porque estão em greve.