País

Governo lamenta que veto impeça recuperação parcial para os professores

Executivo promete uma nova negociação com os docentes.

O Governo lamentou hoje que o veto do Presidente da República impeça que seja contabilizada a recuperação parcial do tempo de serviço dos professores, a partir de janeiro, e prometeu um "novo processo negocial" com os sindicatos.

"O Governo lamenta o facto de os educadores e os professores dos ensinos básico e secundário não poderem ver contabilizados já a partir de 01 de janeiro de 2019 os dois anos, nove meses e 18 dias", previstos no decreto-lei hoje vetado pelo Presidente da República, lê-se num comunicado do gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

No comunicado, o executivo refere ainda que vai esperar a "entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2019 para iniciar um novo processo negocial com as estruturas sindicais" dos professores.

  • Quem são os Hells Angels?
    2:52
  • O preconceito e os receios em torno das doenças mentais
    30:52
  • O caos nos registos
    18:55