País

Portugal e mais 7 países vão receber os 49 migrantes retidos ao largo de Malta

Rene Rossignaud

Acordo agora alcançado põe fim ao impasse que mantém 49 migrantes há cerca de duas semanas no mar Mediterrâneo

O acordo, anunciado pelo primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, põe termo a um impasse que começou depois de 32 pessoas terem sido resgatadas pelo navio humanitário alemão Sea-Watch a 22 de dezembro, a que se seguiu o resgate de 17 outras pessoas a 29 de dezembro por outro navio humanitário alemão, o Sea-Eye.

Itália e Malta recusam que navios privados de salvamento desembarquem migrantes nos seus portos.

O acordo prevê que os migrantes sejam transportados em navios militares até Malta, mantendo a proibição aos navios privados de aportar, e depois transferidos para a Alemanha, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Portugal e Roménia.

  • Visíveis - Ruca
    31:30
  • Um presidente também chora...
    0:21