País

Governo nega cortes na ADSE

Ministérios da Saúde e das Finanças dizem que as regras não mudaram.

O Governo desmentiu esta segunda-feira os cortes na ADSE e disse que não há qualquer alteração face aos últimos anos.

Através de um comunicado, os ministérios das Finanças e da Saúde esclareceram que o decreto-lei, publicado no final de 2018, não acaba com as comparticipações de medicamentos e que se trata apenas de uma clarificação pedida pelo Tribunal de Contas.

Ou seja, os beneficiários não vão pagar mais se forem a hospitais sem acordo com o Estado.

No comunicado, o Governo esclarece ainda que há mais de cinco anos que a ADSE deixou de ter responsabilidade financeira pela comparticipação de medicamentos e dispositivos médicos, dispensados em farmácia de rua.