País

PJ deteve suspeito de raptar e violar ex-companheira em Arouca

Homem fica em prisão preventiva a aguardar o desenrolar do processo.

A Diretoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem, que já tinha sido condenado numa pena suspensa por violência doméstica, por suspeitas de ter raptado e violado a ex-companheira, informou esta quinta-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ esclarece que o indivíduo de 66 anos, residente em Arouca, está "fortemente indiciado" pela prática dos crimes de rapto, violação e violência doméstica ocorridos no decurso do mês de fevereiro.

"O detido, já condenado em pena de prisão por violência doméstica, no decurso do ano corrente, cuja execução foi suspensa, reincidiu nesta conduta e sobre a mesma vítima já depois de terem cessado a relação marital conjunta", refere a mesma nota.

Na consumação dos crimes de rapto e violação, de acordo com a PJ, o detido "usou de violência física", tendo transportado a vítima de São João da Madeira para a sua residência, onde veio a cometer o crime contra a liberdade sexual.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo ficado em prisão preventiva a aguardar o desenrolar do processo.

Lusa