País

António Costa: "orgulho-me do contributo que este Governo dá"

Exclusivo SIC

Paulo Cunha

Primeiro-ministro reage em exclusivo à SIC às polémicas sobre as relações familiares no Governo

António Costa reage à polémica sobre as relações familiares no Governo, em especial, às declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"O Presidente tem razão. Primeiro, quando sinalizou que nada mudou desde a formação original do Governo. Pelo que não só não há qualquer novidade que dê atualidade ao tema, como a experiência destes 3 anos provou não ter havido qualquer problema com estas duas coincidências", disse à SIC em exclusivo numa declaração escrita.

António Costa acrescenta ainda: "Tem também razão quanto à necessidade de abrir o sistema político. Por isso orgulho-me do contributo que este Governo dá.

Dos 62 membros :
-36 são militantes do PS e 26 são independentes;
- só 13 já tinham sido membros do Governo e 49 nunca o tinham sido ;
- 30 já tinham exercido algum cargo político ( Governo, AR, Câmaras Municipais...), 32 exercem cargos políticos pela primeira vez".

Marcelo lembra que nunca deu posse a ministros com relações familiares

O Presidente da República lembrou esta terça-feira que nunca deu posse a ministros com relações familiares, porque foi Cavaco Silva que aceitou o atual Governo.


"Família de presidente não é presidente"

Marcelo Rebelo de Sousa lembra que, enquanto presidente, limitou-se a aceitar uma solução que já tinha sido nomeada pelo antecessor, Cavaco Silva, e que diz respeito a quatro membros do Executivo com relações de parentesco.

Assunção Cristas diz que o Governo parece uma árvore genealógica

As várias relações familiares no Governo de António Costa têm motivado nos últimos dias várias reações. Para Bernardo Ferrão, esta é uma situação que está a dar uma imagem negativa do PS. "Há aqui uma mistura que não é justa", considera.

O sub-diretor da SIC acrescenta ainda que "parece que o PS se transformou num partido que chegou ao Governo e que manda em tudo". Ou seja, "O à-vontade virou à-vontadinha. Parece que chamaram todos os amigos".

"O à-vontade virou à-vontadinha. Parece que chamaram todos os amigos"

O motorista, o chefe de gabinete, o adjunto e a mulher dele, a namorada do amigo e o secretário de Estado

  • Um telemóvel com uma câmara diferente
    4:41