País

“Não sendo o amianto um resíduo perigoso, pode ter como destino um aterro de resíduos banais”

“Não sendo o amianto um resíduo perigoso, pode ter como destino um aterro de resíduos banais”

Declarações do ministro do Ambiente quando questionado pelo PCP.

Recentemente, o ministro do Ambiente foi questionado pelo PCP sobre as medidas que o Governo estava a tomar em relação às condições dos técnicos que removem amianto. A resposta de Pedro Matos Fernandes foi de que esse trabalho era feito “em condições de segurança”.

FALTA DE FORMAÇÃO E SEGURANÇA?

O ministro disse ainda que, por não ser considerado um "resíduo perigoso", não tinha “notícia de qualquer preocupação” relativa às regras deste trabalho nem ao destino final do material, que pode ser colocado em aterros de resíduos banais, como dita a lei comunitária, explicou.

Por esclarecer ficou a exigência do partido para que o Governo proporcionasse formação adequada e consequente acreditação profissional.