País

PCP quer ouvir ARS no Parlamento sobre encerramento de maternidades

Maternidades vão fechar rotativamente no verão.

O PCP quer ouvir a Administração Regional de Saúde no Parlamento depois de ter sido noticiado esta quinta-feira que as urgências de obstetrícia de quatro dos maiores hospitais de Lisboa vão estar fechadas durante o verão, fechando rotativamente uma de cada vez, devido à falta de especialistas.

De acordo com o Público, "a partir da última semana de julho e até ao final de setembro" as urgências de obstetrícia da Maternidade Alfredo da Costa, Hospital de Santa Maria, São Francisco de Xavier e Amadora-Sintra vão estar "fechadas num esquema de rotatividade".

O jornal, que cita a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), refere, contudo, que a solução "não ficou fechada", até porque "o cenário pode ser pior".