País

Piloto de avioneta que caiu em S. João da Caparica acusado de duplo homicídio

ANDR\303\211 KOSTERS

Queda aconteceu em agosto de 2017.

O piloto da avioneta que em agosto de 2017 aterrou de emergência nas praias de São João, na Costa da Caparica, provocando duas vítimas mortais - um adulto e uma criança - está acusado de duplo homicídio.

Segundo a acusação, agora conhecida, Carlos Conde D´Almeida vai responder pela morte das duas pessoas que estavam na praia à hora do acidente e também por um crime de condução perigosa.

Para além do piloto da avioneta, há ainda mais seis pessoas acusadas neste caso: três funcionários da Autoridade Nacional da Aviação Civil, entre as quais o presidente Luís Silva Ribeiro e o diretor de Segurança Operacional, Vítor Rosa, e ainda três elementos da escola de aviação Aerocondor, a que pertencia o aparelho.

No dia 2 de agosto do ano passado, Sofia, de 8 anos, e José Lima, de 56, perderam a vida atropelados pelo aparelho que fez uma aterragem de emergência a meio da tarde e em pleno areal, repleto de banhistas.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros