País

Costa não sai frustrado de Bruxelas mas admite que resultado poderia ter sido outro 

Costa não sai frustrado de Bruxelas mas admite que resultado poderia ter sido outro 

Primeiro-ministro reconhece que preferia acordo inicial em que os socialistas conseguiam presidência da Comissão Europeia. 

António Costa diz que os novos líderes europeus são pessoas com experiência comprovada e escolhas que asseguram o equilíbrio político, regional e de género. Sobre o facto de os socialistas não terem assegurado a presidência da Comissão Europeia, o primeiro-ministro não fala em derrota mas reconhece que preferia o acordo inicial que divisões no PPE não permitiram.