País

"É uma desgraça o que está a acontecer na Amazónia"

"É uma desgraça o que está a acontecer na Amazónia"

O biogeógrafo distinguido com o Prémio Pessoa recebeu esta sexta-feira, em Lisboa, o Prémio Ernst Haeckel, atribuído pela Federação Europeia de Ecologia. À SIC, Miguel Bastos Araújo disse que "é fundamental reservar uma parte do planeta sem interferência humana" como uma apólice de seguro para o futuro, perante a crise global do ambiente.

O investigador português chama a atenção para o papel da Amazónia, nomeadamente na regulação do clima global, e para a capacidade de um só país destruir uma área vastíssima de ecossistemas do planeta, contra os interesses de toda a humanidade.