País

Jerónimo de Sousa diz que uma geringonça como foi concebida em 2016 "não é repetível"

Jerónimo de Sousa diz que uma geringonça como foi concebida em 2016 "não é repetível"

Acordo formal entre PS, PCP e Bloco "foi uma exigência de Cavaco Silva".

Jerónimo de Sousa considera que a geringonça, tal como foi concebida em 2015, já não volta a acontecer. Em entrevista ao jornal Expresso, o secretário-geral do PCP diz que o acordo entre o PS, o PCP e o Bloco foi uma necessidade angustiante de Cavaco Silva. Quanto ao futuro, recusa um pré-acordo formal com os socialistas e diz que serão os resultados de 6 de outubro a definir um novo trabalho conjunto.

  • Uma “má vizinhança” que durou 20 anos e um homicida que se diz inocente
    22:23