País

20 mil enfermeiros podem ser chamados a devolver ano e meio de aumentos salariais

Pedro Nunes

Segundo a imprensa de hoje, cerca de 200 enfermeiros já foram chamados por quatro administrações hospitalares de Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e IPO do Porto.

Francisco Seco

Segundo o JN de hoje cerca de 200 enfermeiros de 4 Centros Hospitalares já estão ou começam este mês a descontar os aumentos que receberam desde janeiro de 2018 na sequência do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública.

Em causa estão 1.950 euros num ano e meio que os profissionais têm agora de devolver ao Estado.

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses admite que a medida possa vir a abranger cerca de 20.000 enfermeiros de todo o país.

Para já apenas os centros hospitalares de Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e o IPO do Porto começaram a cumprir a ordem do Ministério da Saúde.

A devolução resulta de uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde, em que é alegado que o reposicionamento da tabela salarial dos enfermeiros, que aconteceu entre 2011 e 2015, já contou como progressão e que deve ser reiniciada a contagem de pontos.