País

Cordão humano em escola de Queluz em solidariedade com professor agredido  

Cordão humano em escola de Queluz em solidariedade com professor agredido  

Pais e professores pedem medidas para a segurança de todos.  

Pais, professores, alunos e funcionários fazem cordão humano na Escola Galopim de Carvalho, em Queluz. Estão solidários com o coordenador que foi agredido no interior da escola esta segunda-feira. Os pais dizem que vai ser difícil os alunos retomarem às aulas depois deste episódio violento e pedem que sejam tomadas medidas para a segurança de todos.