País

Ordem dos Médicos quer criar plano para recuperar e julgar processos pendentes

Ordem dos Médicos quer criar plano para recuperar e julgar processos pendentes

Bastonário diz que caso do bebé que nasceu sem parte do rosto não deve ser considerado norma.

O bastonário da Ordem dos Médicos admite criar um plano para recuperar e julgar todos os processos pendentes nos conselhos disciplinares da ordem.

Miguel Guimarães diz que o caso do bebé que nasceu sem parte do rosto é grave e que não deve ser considerado norma.