País

Costa afirma que Conferência do Clima tem de obter "compromisso de todos" os países

MÁRIO CRUZ

Na última cimeira Portugal "foi o primeiro a assumir o compromisso de atingir a neutralidade carbónica até 2050".

O primeiro-ministro afirmou esta quarta-feira esperar "um compromisso de todos e não apenas de alguns" países na Conferência Mundial do Clima promovida pelas Nações Unidas, em Madrid, a partir de segunda-feira, tendo colocado Portugal na "linha da frente".

António Costa falava no debate quinzenal, na Assembleia da República, após uma curta intervenção da presidente do Grupo Parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, sobre o tema das alterações climáticas e sobre a estratégia do Governo português na Conferência Mundial do Clima.

Na sua resposta, o primeiro-ministro referiu que na última cimeira, em Marraquexe, em Marrocos, Portugal "foi o primeiro a assumir o compromisso de atingir a neutralidade carbónica até 2050".

"Fomos também o primeiro país a definir um roteiro para o processo de transição da neutralidade carbónica. No plano nacional, até 2030, foi aumentada a exigências das metas que pretendemos atingir", disse.

Face estes planos em curso em Portugal, o líder do executivo declarou que se apresentará na cimeira de Madrid "para que se obtenha um compromisso de todos e não apenas um compromisso de alguns".

"Com base nos compromissos que já assumimos permitiu-nos anunciar a antecipação do encerramento das centrais a carvão para 2021 e 2023. Continuamos a bater-nos para incrementar a maior produção de energia com base em renováveis", sustentou.

Neste contexto, o primeiro-ministro fez uma alusão aos objetivos de aumento da eficiência energética, tendo e vista reduzir e emissão dos gazes com efeitos estufa e o aumento da intensidade do uso do transporte público.

"Temos de possuir um paradigma de mobilidade que não assente no consumo de combustíveis fosseis. Encaramos esta transição como uma grande oportunidade para também termos maior crescimento económico em Portugal e no conjunto da Europa", acrescentou.

Lusa