País

Tribunal não apurou indícios de ódio racial na morte de Luís Giovani

Tribunal não apurou indícios de ódio racial na morte de Luís Giovani

Suspeitos ficam em prisão preventiva.

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano em Bragança ficaram em prisão preventiva. As medidas de coação foram lidas aos jornalistas pela oficial de justiça Jacinta Mesquita, depois do primeiro interrogatório judicial.

  • Lage reconhece que série de jogos sem vencer tem origem em fragilidades defensivas
    1:57