País

Pinto da Costa pede para ser ouvido por videoconferência no julgamento de Alcochete

JOSÉ COELHO

O presidente do FC Porto é testemunha de Bruno de Carvalho.

Jorge Nuno Pinto da Costa pediu para ser ouvido por videoconferência no Tribunal de Monsanto. O presidente do FC Porto é testemunha de Bruno de Carvalho no processo da invasão à Academia do Sporting.

O requerimento de Pinto da Costa foi conhecido esta manhã, durante a vigésima oitava sessão de julgamento.

O processo, que está a ser julgado no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, tem 44 arguidos, acusados da coautoria de 40 crimes de ameaça agravada, de 19 crimes de ofensa à integridade física qualificada e de 38 crimes de sequestro, todos estes (97 crimes) classificados como terrorismo.

Bruno de Carvalho, à data presidente do clube, "Mustafá", líder da Juventude Leonina, e Bruno Jacinto, ex-oficial de ligação aos adeptos do Sporting, estão acusados de autoria moral de todos os crimes.