País

Presidente e vice-presidente da Câmara de Borba acusados de cinco crimes de homicídio

NUNO VEIGA

Foi hoje divulgada a lista dos 8 arguidos e dos crimes pelos quais são acusados no colapso de parte da EM 255, que matou 5 pessoas em 2018.

O presidente da Câmara de Borba é um dos 8 arguidos acusados pelo ministério público no caso da derrocada da pedreira, em 2018. A lista inclui também Joaquim Espanhol, vereador da autarquia. Os dois estão acusados de cinco crimes de homicídio.

Também são arguidos, a sociedade exploradora da pedreira e o diretor técnico da empresa, acusados, cada um, de 10 crimes de violação de regras de segurança.

A lista inclui ainda o ex-diretor e a chefe de divisão dos recursos geológicos da extinta direção regional de Economia do Alentejo.

Os outros arguidos são funcionários da Direção-Geral de Energia e Geologia.

Numa primeira reação, o autarca de Borba António Anselmo garante que não se demite e que mantém a consciência tranquila

  • 2:34
  • 49:03