País

Arguidos no caso de Alcochete mostram-se arrependidos e pedem desculpa

M\303\201RIO CRUZ

Ouvidos na 33.ª sessão do julgamento da invasão à academia.

Vários arguidos do ataque à academia de Alcochete do Sporting disseram, esta sexta-feira no tribunal do Monsanto, estar arrependidos e pediram desculpa aos jogadores e familiares.

Os invasores que decidiram falar explicaram que só foram à academia pedir explicações aos jogadores e que utilizaram máscaras para não serem identificados e para terem mais impacto nos atletas.

Um dos arguidos disse ainda que se o líder da claque Juventude Leonina, Nuno Mendes - mais conhecido por Mustafá -, estivesse presente no dia da invasão, as agressões não teriam acontecido.

Nuno Mendes e Bruno de Carvalho vão ser ouvidos na próxima semana.

Veja também: