País

CGD penhora um terço da pensão de Joe Berardo

Tiago Petinga/Lusa

Em causa está uma dívida de 50,2 milhões de euros.

Um terço da pensão de Joe Berado foi penhorada pela Caixa Geral de Depósitos através de uma coleção de arte moderna avaliada em mais de 57 milhões de euros.

Segundo o Correio da Manhã desta sexta-feira, o banco público avançou com a penhora de cerca de 860 euros por mês, dos mais de 2.500 euros da pensão de Berardo, para recuperar uma dívida de mais de 50 milhões.

Em causa está um processo de execução a decorrer no Tribunal do Funchal por dívidas ao BCP, que já tinha ordenado o arresto de quase 8 milhões de euros e ações de duas empresas de Berardo.

O banqueiro ainda interpôs recurso, mas o tribunal da Relação de Lisboa chumbou a ação interposta pela empresa imobiliária presidida por Joe Berardo.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros