País

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a 5 anos e 8 meses de prisão

Decisão do Tribunal da Relação.

João Rendeiro, ex-presidente do BPP foi condenado a 5 anos e 8 meses de prisão efetiva pelo Tribunal da Relação que considerou provados os crimes de falsidade informática e falsificação de documento que lesaram o banco.

O ex-administrador Paulo Guichard foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão.

Os condenados no processo BPP

O colapso do BPP, banco vocacionado para a gestão de fortunas, verificou-se em 2010, já depois do caso BPN e antecedendo outros escândalos na banca portuguesa.

O BPP originou ainda outros processos judiciais, incluindo um por suspeitas de burla qualificada e outro relacionado com multas aplicadas pelas autoridades de supervisão bancárias.

  • Os condenados no processo BPP
    1:50

    País

    João Rendeiro terá que pagar 400 mil euros a uma instituição de solidariedade social para suspender pena de cinco anos de cadeia. Outros três antigos administradores do BPP foram também condenados a penas suspensas