País

Nove procuradores do MP recusaram ficar com processo do BES

Jose Manuel Ribeiro

Caso tem mais de 600 volumes.

Nove procuradores do Ministério Público recusaram ficar com o processo de liquidação do Banco Espírito Santo, incluindo a diretora de um novo departamento criado para defender os interesses patrimoniais do Estado, avança o Jornal de Notícias.

Do Tribunal do Comércio de Lisboa, o processo acabou por ser transferido para dois magistrados de Sintra e de Vila Franca de Xira, que avançaram com uma providência cautelar por considerarem ilegal a mudança à força para a Comarca de Lisboa.

Agora, vai ser o Supremo Tribunal de Justiça a decidir quem fica com o processo de liquidação do BES.

Veja também: