País

Luís Filipe Vieira constituído arguido na operação Saco Azul

Luís Filipe Vieira, presidente do SL Benfica.

JOSÉ COELHO

Em causa estarão crimes de fuga ao fisco.

O Presidente dos encarnados, Luís filipe Vieira, foi constituído arguido no âmbito do processo conhecido como o Saco Azul do Benfica.

Na segunda-feira, Vieira foi ouvido pelo Ministério Público, tal como avançou o jornal A Bola e já confirmou a SIC.

A operação Saco Azul estará relacionado com um processo de natureza fiscal e que originou buscas no clube da Luz há dois anos. Em causa poderão estar crimes de fuga ao fisco em sede de IVA e IRC.

De acordo com o jornal A Bola, esta quarta-feira serão ouvidos Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD benfiquista e Miguel Moreira, diretor financeiro.

Investigação terá partido de um alerta bancário

Em junho de 2018, a SIC noticiou que teria sido o banco a comunicar à Polícia Judiciária a existência de movimentos suspeitos da SAD do Benfica para a conta de uma empresa informática. Em causa está um milhão e 900 mil euros que poderão ter ido para um "saco azul" do clube.