País

16 mil toneladas de madeira acumuladas em plena época de incêndios

Autarquia de Alcácer do Sal está preocupada.

Com o risco de incêndio perto do nível máximo, 16 mil toneledas de madeira seca estão depositadas num terreno de Alcácer do Sal.

A Câmara Municipal está preocupada com o risco de incêndio e também com o impacto ambiental, porque parte da madeira está contaminada com uma praga que ainda está a ser estudada.

O proprietário do terreno, que está no estrangeiro, tinha garantido ao autarca que o acordo com a Sonae, reponsável pela madeira, não previa a acumulação destes materias. Uma informação que a empresa nega.

90 concelhos em risco máximo de incêndio

Cerca de 90 concelhos do interior Norte, Centro e Algarve estão esta sexta-feira em risco máximo de incêndio e quase todo o restante território de Portugal continental em risco muito elevado e elevado.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que para hoje prevê vento forte nas terras altas e litoral Oeste e uma pequena descida temperatura no Norte e Centro, em risco máximo estão cerca de 90 municípios dos distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu, Coimbra, Castelo Branco, Portalegre e Faro.

Em risco muito elevado e elevado de incêndio está quase todo o restante território de Portugal continental, à exceção de cerca de 20 municípios do litoral nos distritos de Porto, Aveiro, Leiria e Lisboa e o concelho de Montemor-o-Velho, em Coimbra.