País

Ministério vai inspecionar mais 40 escolas devido às notas inflacionadas

Uma professora dá uma aula na escola secundária João de Barros, no Seixal, no ínicio em todo o país das aulas presenciais, 18 de maio de 2020

MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Intervenções serão realizadas em estabelecimentos públicos e privados.

O Ministério da Educação vai avançar com mais 40 inspeções às escolas por causa das notas inflacionadas.

Estas intervenções estão previstas para o início do ano letivo e vão ser realizadas em escolas públicas e privadas.

Uma fonte da tutela garantiu à TSF que já há conclusões das primeiras 100 auditorias anunciadas no final do último ano letivo, altura em que foram inspecionadas 76 escolas públicas e 24 privadas.

A principal falha detetada pela Inspeção Geral da Educação foi a definição e aplicação dos critérios de avaliação.

  • Mussolini: o pai dos populistas

    Extremos

    Antonio Scurati descreve Mussolini como "o primeiro líder populista da História". O líder fascista "é sem dúvida um ditador, mas foi também o ideólogo da tipologia de liderança populista que ainda hoje domina a cena política", conta o professor e investigador italiano à equipa Extremos

    Maria Rodrigues e Rita Murtinho