País

Fafe declara estado de emergência devido à "rapidez" da propagação do novo coronavírus

Dado Ruvic

O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara, em vídeo publicado nas redes sociais.

O concelho de Fafe está em estado de emergência municipal devido à "evolução grande" do número de infetados com o novo coronavírus e à "rapidez" da propagação, anunciou o presidente da Câmara.


Em vídeo publicado nas redes sociais daquele município do distrito de Braga, o autarca Raul Cunha referiu que o concelho registou um aumento de 195 casos nos últimos sete dias, ascendendo agora a 567 o número de casos acumulados desde o início da pandemia de Covid-19.


Segundo Raul Cunha, Fafe está em 20.º lugar na lista dos municípios da região Norte com maior taxa de progressão da Covid-19.


"Nunca tivemos, desde o início da pandemia, uma situação como a que estamos a viver", sublinhou.

Na quarta-feira, a Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu e decidiu declarar o estado municipal de emergência.


Decorrente desta nova realidade, os cemitérios do concelho já não vão abrir nos dias no fim de semana e na segunda-feira, ao contrário do que estava inicialmente previsto.


Raul Cunha disse que é necessário impedir a aglomeração de pessoas, considerando que este tem sido o principal fator de contágio.


Por isso, acrescentou, haverá aumento da fiscalização policial nas ruas.


A partir de agora, a Comissão Municipal de Proteção Civil começará a estar em "contacto permanente" para avaliar a evolução da situação e tomar, "com tranquilidade e rigor, as medidas que se vierem a revelar necessárias".


"Sem nenhum alarmismo, mas com prudência", acentuou.

  • 0:43