País

Covid-19. PCP garante segurança no congresso em Loures

Reunião dos comunistas vai ter 600 delegados.  

O deputado António Filipe garante que o congresso do PCP se vai realizar com todas as normas de segurança. Considera que a vida não pode parar e que a pandemia de covid-19 não deve ser usada para o combate político.

Num período de restrições por causa da pandemia, PSD e CDS defendem o adiamento do encontro. Já o primeiro-ministro recorre à lei que enquadra o regime do estado de emergência para afirmar que as reuniões dos partidos políticos "não podem ser proibidas, dissolvidas ou sujeitas a uma autorização prévia".

O congresso comunista realiza-se entre sexta-feira e domingo, no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, um dos 80 concelhos com duras restrições e risco de contágio muito elevado.

  • "Não sabia como ia acordar. Estava muito assustada"

    Coronavírus

    Rita, Filipa e Andreia conviveram de perto com o coronavírus, cada uma com experiências diferentes. O marido de Andreia esteve internado duas semanas com covid-19 e a filha também esteve infetada, em junho do ano passado. A Rita, a Filipa e a família de ambas estiveram infetadas no último mês. Os sintomas foram ligeiros, mas as preocupações iam além disso. À SIC Notícias, falaram sobre os receios que sentiram e de como ultrapassaram os dias difíceis.

    Exclusivo Online

    Rita Rogado