País

PJ detete três pessoas envolvidas em tráfico internacional de droga

Tiago Henrique Marques / Lusa

São suspeitos de rapto e tráfico de droga.

A Polícia Judiciária (PJ) revelou este sábado que deteve três pessoas suspeitas de rapto e tráfico de droga, que integram grupos criminosos dedicados ao tráfico internacional de estupefacientes.

A detenção de uma mulher e dois homens é o resultado de várias buscas domiciliárias realizadas pela PJ, no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa.

A polícia explica que a primeira ação desta investigação ocorreu em setembro do ano passado, quando uma mulher recém-chegada a Portugal foi raptada por três indivíduos, que simularam ser agentes de autoridade.

Em comunicado, a PJ acrescenta que a mulher transportava droga.

Depois de um primeiro interrogatório judicial, dois dos homens detidos ficaram em prisão preventiva.

"Os arguidos, de nacionalidade portuguesa e estrangeira, integram grupos criminosos dedicados ao tráfico internacional de estupefacientes", acrescenta a polícia.

  • Marcelo Rebelo de Sousa: aprender a perder para depois ganhar o país

    Presidenciais

    Marcelo Rebelo de Sousa foi um predestinado. Nasceu e cresceu à boleia da ditadura, mas a sua luta foi pela democracia. Parecia não alimentar a vontade de alcançar altos cargos políticos e chegou mesmo a invocar o nome de Deus em vão: "Nem que Cristo desça à Terra!", dizia Marcelo. Declarou também que dez anos como Presidente da República era muito tempo. Mas ei-lo de novo a contrariar-se e a seguir o caminho que já lhe vinha a ser apontado.

    Ana Luísa Monteiro