País

Carrinha de transporte de vacinas da covid-19 despista-se na A2

O acidente que ocorreu no sentido Norte/Sul, ao quilómetro 60, causou um ferido.

Uma carrinha que transportava vacinas contra a covid-19 despistou-se hoje, por volta das 11:20, na A2 (Autoestrada do Sul), junto a Águas de Moura, no concelho de Palmela, distrito de Setúbal, provocando um ferido ligeiro, segundo a GNR.

O ferido ligeiro é o condutor da carrinha, que foi embater no separador da autoestrada.

A carrinha fazia o transporte de "vacinas que vinham de Coimbra com destino a Beja", indicou a Guarda Nacional Republicana (GNR), referindo que o despiste ocorreu no sentido norte-sul, perto do quilómetro 60, junto a Águas de Moura, na freguesia de Marateca (Palmela).

O acidente rodoviário envolveu "apenas a carrinha que se despistou", informou a GNR, registando um ferido ligeiro que era o condutor do veículo.

"Ainda estão a apurar todos os elementos de prova no local para, depois, determinarem a respetiva causa", explicou a mesma fonte.

O veículo transportava 152 frascos de vacinas da Pfizer e da BioNTech. O Ministério da Saúde diz que foram imediatamente levados pela GNR, que fazia a escolta para o centro hospitalar mais próximo do local do acidente.

Vacinas acidentadas avaliadas por equipa farmacêutica

As vacinas estão a ser avaliadas por uma equipa farmacêutica para verificar se as suas propriedades se mantêm.

Numa nota publicada no site do Serviço Nacional de Saúde, é explicado que os frascos de vacinas da BioNtech-Pfizer que estavam em distribuição para pontos de vacinação, no Alentejo, "foram imediatamente transportados pela equipa da GNR que estava a fazer a escolta do transporte, para o Centro Hospitalar mais próximo do local".

De acordo com o esclarecimento, decorre "neste momento e em articulação com o Infarmed" a avaliação das vacinas por uma equipa farmacêutica de forma a verificar se as suas propriedades se mantêm.

"Para suprir a vacinação nos restantes pontos da rota, que não estava ainda, concluída, já seguiram outros frascos de vacinas, garantindo, deste modo, a continuidade do plano de vacinação previsto", pode ler-se ainda.