País

Enfermeiros da Guarda pedem fim dos contratos precários

Exigem a contratação de mais profissionais e fazem críticas ao Governo.

Os enfermeiros da Unidade de Saúde Local da Guarda estão hoje em protesto. Queixam-se dos contratos precários e exigem a contratação de mais profissionais.

Acusam o Governo de estar a destruir o Serviço Nacional de Saúde e olham para os prémios criados por causa da pandemia como uma armadilha. Dizem que a atribuição deve ser alargada.