País

Reconstrução em Pedrógão Grande. 28 arguidos respondem por cerca de 700 mil euros

Prossegue o julgamento das alegadas irregularidades na reconstrução das casas.

Prossegue esta quinta-feira na Batalha o julgamento das alegadas irregularidades na reconstrução das casas depois dos incêndios de Pedrogão em 2017. Vinte e oito arguidos estão acusados de burla, falsificação de documentos e prevaricação de titular de cargo político.

Valdemar Alves, o ainda Presidente da Câmara de Pedrogão Grande, é um dos arguidos neste processo onde estão também um ex-vereador e que é atualmente funcionário da autarquia, construtores civis e proprietários de casas que terão sido beneficiados.

Em causa está, segundo a acusação, um montante superior a 700 mil euros.

Para esta sessão do julgamento estava marcada a inquirição de sete testemunhas. Todos proprietários de habitações que foram total ou parcialmente reconstruídas.

Em Junho de 2017 o fogo destruiu ou danificou cerca de 500 casas, apenas cerca de metade seria de habitação permanente.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia